LEUCOPLASIA VERRUCOSA PROLIFERATIVA: Relato de caso

Lorrayne Raphaelly Ferreira Nunes, Renata da Silva Pereira, Tawanne Francinne Soares Feitosa, Fernanda Braga Peixoto, Camila Maria Beder Ribeiro Girish Panjwani, Vanessa de Carla Batista dos Santos

Resumo


A leucoplasia verrucosa proliferativa é um raro tipo de leucoplasia oral, tendo predileção pelo sexo feminino na 6a década de vida. É de etiologia incerta, podendo estar associada a possíveis agentes etiológicos, como o tabaco. Clinicamente apresenta-se como placas esbranquiçadas de crescimento lento e persistente. As áreas mais comumente afetadas são gengiva, mucosa jugal e rebordo alveolar. Histologicamente apresenta variável aparência, dependente do estágio da doença, do local e a adequação da biópsia. Podendo iniciar com hiperceratose simples sem displasia, progredindo de hiperplasia verrucosa até carcinoma espinocelular. Pode consistir em ortoceratina, paraceratina ou uma combinação de ambos. A cirurgia total é a principal forma de tratamento para a leucoplasia verrucosa proliferativa. Objetivou-se descrever um caso clínico de um paciente diagnosticado clinicamente e histologicamente com leucoplasia verrucosa proliferativa. Como conduta foi realizada biópsia do tipo incisional. O cirurgião dentista deve estar atento e apto a diagnosticar casos como esse, para encaminhar as condutas de tratamento adequados e assim evitar diagnóstico tardio.

Palavras-chave


Leucoplasia; Carcinoma; Neoplasias bucais

Texto completo:

PDF

Refer?ncias


Lanel V, Júnior CAL. Leucoplasia verrucosa proliferativa: estudo sobre os principais aspectos clínicos e demográficos. Revista de Pós-Graduação da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, 2012; 19(2): 76-80.

Munde A, Karle R. Proliferative verrucous leukoplakia: An update. Journal of Cancer Research and Therapeutics. 2016; 12(2): 469-473.

Caffarena MP, Nesse JPC, Corti SG, Jorajuria AIA. Leucoplasia verrugosa proliferativa. Actas odontológicas, 2016; 9(2): 4-12.

Malta GHN, Filho ROC, Melo PIA, Rios RS, Anjos BMV, Cavalcanti TC, Andrade CS. Leucoplasia verrucosa proliferativa: relato de caso. Revista da Academia Brasileira de Odontologia, 2018; 27(1): 68-72.

Neville, Brad et al. Patologia oral e maxilofacial. 4 ed, Elsevier Brasil, 2016.

Ramos RT, Paiva CR, Filgueiras AMO, Junior GOS, Cantisano MH, Ferreira DC, Ribeiro M. Leucoplasia oral: conceitos e repercussões clínicas. Revista Brasileira de Odontologia, 2017; 74(1): 51-55.

Ramalho LMP, Reis SRA, Aquino FC, Góes C, Damis LFT. Carcinoma espinocelular em leucoplasia verrucosa proliferativa: relato de caso e revisão da literatura. Revista Odonto Ciência, 2007; 22(55): 87-91.

Upadhyaya JD, Fitzpatrick SG, Islam MN, Bhattacharyya I, Cohen DM. A retrospective 20-year analysis of proliferative verrucous leukoplakia and its progression to malignancy and association with high-risk human papillomavirus. Head and neck pathology, 2018; 12(4): 500-510.

Góes C, Weyll B, Sarmento VA, Ramalho LMP. Diagnóstico diferencial e manejo da leucoplasia bucal caso clínico: acompanhamento de 4 anos. Revista Gaúcha de Odontologia, 2007; 55(1): 95-100.

Capella DL, Gonçalves JM, Abrantes AAA, Grando LJ, Daniel FI. Proliferative verrucous leukoplakia: diagnosis, management and current advances. Brazilian Journal of otorhinolaryngology. 2017; 83(5): 585-593.

Oliveira GC, Neves M, Moure SP. Prevalência e correlação clínico-patológica dos casos de leucoplasia bucal diagnosticados no Laboratório de Histologia da ULBRA Canoas/RS. Stomatos. 2018; 24(46): 28-40.


Apontamentos

  • N?o h? apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista da AcBO - ISSN 2316-7262


Para ficar por dentro de todas as
novidades da Morelli, peça já o
novo catálogo de produtos!

O futuro já chegou!
www.portodent.com.br
+55 (51) 3374-3396