Abordagem Odontológica de Pacientes Com Necessidades Especiais em um Centro de Referência no Sul do Brasil

Lisandrea Rocha Schardosim, José Ricardo Souza Costa, Marina Sousa Azevedo

Resumo


O paciente com necessidades especiais (PNE) é todo usuário que apresente uma ou mais limitações, temporárias ou permanentes, de ordem mental, física, sensorial, emocional, de crescimento ou médica, que o impeça de ser submetido a uma situação odontológica convencional (BRASIL, 2006).

Os avanços tecnológicos têm garantido um aumento considerável na expectativa de vida dos PNE, levando a um aumento desses indivíduos na população mundial. Aproximadamente 1 em cada 6 crianças americanas têm alguma deficiência de desenvolvimento (BOYLE et al., 2011). No Brasil, o último resultado do Censo Demográfico realizado pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE, 2010) mostrou que 23,9% da população brasileira possui algum tipo de deficiência.

Muitos deles encaixam-se no grupo de alto risco para a cárie e para a doença periodontal por diversos motivos, como falta de habilidade motora para manutenção de sua saúde bucal e uso de medicamentos que levam à redução do fluxo salivar (CARVALHO; ARAÚJO, 2004; NASILOSKI et al., 2015).

Por esses motivos, deve-se ressaltar a importância de um acompanhamento odontológico desde o nascimento até a idade adulta, com o objetivo de manter a saúde bucal e conter os fatores de risco que propiciam o aparecimento da doença cárie e periodontal bastante prevalente nestes pacientes. No entanto, as necessidades odontológicas nem sempre são valorizadas pelos pais, devido à negligência ou ao desconhecimento (SILVA; CRUZ, 2009). Somado a isso, existe negligência, falta de informação e insegurança por parte dos cirurgiões-dentistas, fato que pode ser justificado pela precária formação acadêmica nessa área, tornando-os receosos quanto ao atendimento de PNE (LOAN et al., 2005; MENDES et al., 2012).

Assim, este relato tem o objetivo de apresentar o serviço odontológico e a abordagem empregada no projeto de extensão Acolhendo Sorrisos Especiais, centro de referência no atendimento aos PNE, situado em Pelotas/RS e vinculado à Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas (FOP/UFPel) e ao Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Jequitibá da Secretaria Municipal de Pelotas.


Texto completo:

PDF

Refer?ncias


AMERICAN ACADEMY OF PAEDIATRIC DENTISTRY (AAPD). Policy on Model Dental Benefits for Infants, Children, Adolescents, and Individuals with Special Health Care Needs. Pediatric Dentistry, v.36, n.6, 2014/2015.

BOYLE, C.A., et al. Trends in the prevalence of developmental disabilities in US children, 19972008. Pediatrics, v. 127, p. 10341042, 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica, n. 17. Saúde Bucal. Brasília: Editora do Ministério da Saúde, 2006. 92 p.

CARVALHO, Elizabeth Maria Costa de; ARAÚJO, Roberto Paulo Correia de. Saúde Bucal em Portadores de Transtornos Mentais e Comportamentais. Pesquisa Brasileira odontopediatria Clínica Integrada, João Pessoa, v.4, n.1, p.65-75, jan./abr.2004.

DA SILVA, Luis Cândido Pinto; CRUZ, Roberval de Almeida. Odontologia para Pacientes com necessidades Especiais: Protocolo para atendimento clínico. São Paulo: Santos, 2009.190p.

HADDAD, Aida Sabbagh. Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais. 1ªed. São Paulo: Santos, 2007. 723p.

Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística. IBGE. Censo Demográfico 2010. Características gerais da população, religião e pessoas com deficiência. 2010.

LOAN, Dao; ZWETCHKENBAUM, Samuel; INGLEHART, Marita Rohr. General Dentists and Special Needs Patients: Does Dental Education Matter? Journal of Dental Education, v.69, n.10, p.1107-115, out, 2005.

MENDES, M.; SILVEIRA, M.M.; COSTA, F.S.; SCHARDOSIM, L.R. Avaliação da percepção e da experiência dos cirurgiões-dentistas da rede municipal de Pelotas/RS no atendimento aos portadores de fissuras labiopalatais. RFO, v. 17, n. 2, p. 196-200, maio/ago. 2012.

NASILOSKI, K.S.; SILVEIRA, E.R.; CÉSAR NETO, J.B.; SCHARDOSIM, L.R. Avaliação das condições periodontais e de higiene bucal em escolares com transtornos neuropsicomotores. Rev Odontol UNESP, v.44, n.2, p. 103-107, Mar.-Apr. 2015.


Apontamentos

  • N?o h? apontamentos.


Direitos autorais 2015 Revista Virtual da AcBO - ISSN 2316-7262


Para ficar por dentro de todas as
novidades da Morelli, peça já o
novo catálogo de produtos!

O futuro já chegou!
www.portodent.com.br
+55 (51) 3374-3396